PSol vai denunciar Sarney no Conselho de Ética do Senado

Por essa o todo poderoso e onipresente senador José Sarney (PMDB-AP) não esperava.

Alvejado de morte por seu chará José (Nery), senador do Psol paraense, protocolará representação no Conselho Ética do Senado contra o presidente da Casa.

Secundado pelo ex-senadora e atual vereadora de Maceió, Heloísa Helena, que passou o dia de hoje em Brasília, anunciou que o partido pretende agora entrar com a representação na próxima semana, provavelmente na quarta-feira, dia 1º de julho. Até lá, o partido espera conseguir assinaturas para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os 663 atos secretos editados ao longo dos últimos 14 anos e os contratos de prestação de serviço e de pessoal assinados no mesmo período no Senado.

Um comentário:

Anônimo disse...

O que o Sen. Sarney sabe como ninguém é tirar proveito das benécias do poder. Trata-se de um péssímo pólitico. É um ditador corrupto nocivo a sociedade. Está envolvido até na direção da CBF. A muito tempo o seu filho FERNANDO SARNEY - O PC FARIA da familia ocupa o cargo de VICE PRESD.do RICARDO TEIXEIRA. Aquela entidade tem muito dinheiro, portanto, seria bom que a imprensa e a justiça investigasse, pois, são grandes as possibilidades de haver relações comerciais obscuras entre as partes. O Fernando Sarney deve estar no cargo pensando em muitas coisas, menos em futebol. O Moço juntamente com o seu cunhado Jorge Murad gerênciam com muita propriedade o Imperio da família no Maranhão, DF e outros países.