“Acordão” arquiva denúncia contra Arthur Virgílio

O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), negou que o arquivamento da representação do PMDB contra ele no Conselho de Ética faça parte do “acordão” firmado entre governo e oposição para inocentar o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) e trazer um mínimo de normalidade institucional à Casa.

O líder tucano deve ter aprendido algo sobre o episódio.

Por exemplo: só se deve atirar pedra no telhado dos outros se o seu não é de vidro.

Nenhum comentário: