Arns oficializa saída do PT

Flávio Arns entrega carta de desfiliação do PT em Curitiba

O senador Flávio Arns entregou nesta quinta-feira carta ao Diretório Municipal do PT em Curitiba em que comunica seu desligamento do partido. No documento, Arns aponta a orientação do presidente do PT, Ricardo Berzoini, para que a bancada do partido no Conselho de Ética votasse pelo arquivamento de representações contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AM), como uma das razões para sua saída.

“A referida orientação ignorou o documento assinado por todos os senadores da bancada em que requeriam a apuração e investigação das denúncias”, destaca Arns. Com o apoio do PT, todas as representações contra Sarney foram arquivadas no Conselho de Ética. Na ocasião, Arns anunciou que deixaria o partido.

Na carta, o senador afirma ainda ter sido discriminado por membros do partido, incluindo o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

Em discurso na tribuna da Casa, Arns alega estar preparado para enfrentar a Justiça caso o partido recorra aos tribunais para reaver a vaga no Senado por infidelidade partidária. A saída de Arns deverá ser confirmada junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Paraná. O senador ainda não definiu a que partido pretende se filiar.

Fonte: Último Segundo.

Um comentário:

Anônimo disse...

Faz muito tempo que não se vê no Congresso Nacional políticos da envergadura e coragem do Senador Flávio Arns, que não se vendeu por interesses escusos, como a grande maioria fez, e nem ficou de joelhos ante a batuta de "Lula", através do PT, pra livrar Sarney de uma provável cassação de seu mandato. Eis aí um Político sério e idôneo, digno de cada um dos votos que recebeu do povo, esse sim um verdadeiro representante, pois possui o que a muito não vê no nosso Congresso Nacional, "vergonha na cara", pena que o cidadão brasileiro ainda não consiga perceber esse Grande Político, pois não vi nenhum comentátio neste "Blog".