Veja a Galeria de Dissidentes do PT

Bete Mendes
A atriz fez parte da primeira bancada federal do PT, eleita em 1982. Foi expulsa do partido por ter votado em Tancredo Neves no Colégio Eleitoral, em 1985. O PT havia proibido os membros de participarem da eleição.

Gilson Menezes
Primeiro prefeito petista do Brasil, eleito em 1982 para administrar Diadema (SP), o ex-líder da primeira greve de metalúrgicos após o AI-5 deixou o partido depois de sair da Prefeitura devido a disputas políticas locais. Voltou a ser prefeito de Diadema pelo PSB (1997 a 2000) e hoje é vice-prefeito da cidade pelo PSC.

Luiza Erundina
Deputada federal pelo PSB paulista, foi prefeita de São Paulo entre 1989 e 1992. Saiu do partido em 1997, depois de perder nova eleição para a prefeitura. A crise teve início em 1993, quando assumiu o Ministério da Administração do governo Itamar Franco sem consultar a legenda.

Vítor Buaiz
Primeiro governador eleito pelo partido a deixar o PT, em 1997, depois de comprar briga com o funcionalismo público por causa da reforma administrativa. Ainda governador do Espírito Santo filiado ao PT, chegou a defender a reeleição do presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Ingressou no PV.

Heloísa Helena
Ex-senadora por Alagoas, foi expulsa do PT em dezembro de 2003, junto com os deputados federais Luciana Genro (RS), João Fontes (SE) e João Batista, o Babá (PA), depois de ter votado sistematicamente contra a orientação do governo. A gota d’água foi o voto contra a Reforma da Previdência. O grupo fundou o PSol.

Fernando Gabeira
Candidato pelo PT ao governo do Rio em 1986, saiu do partido para ser candidato a presidente da República, pelo PV, em 1989. Voltou ao PT, se elegendo deputado federal em 2002, e acabou deixando o PT novamente em 2003, criticando a política do governo Lula para o meio ambiente.

Cristovam Buarque
Senador pelo PDT do Distrito Federal, deixou o PT em outubro de 2005 para ser candidato pelo PDT à Presidência da República. Foi ministro da Educação no primeiro mandato de Lula, e começou a se desentender com o governo depois de ter sido demitido do ministério por telefone durante viagem oficial a Portugal.

Soninha Francine
Vereadora de São Paulo, eleita pelo PT em 2004, deixou o partido em 2007 para se candidatar à prefeitura de São Paulo, no ano seguinte, pelo PPS. Na carta de desfiliação, se disse desiludida com o partido depois das primeiras crises do governo Lula.

Fonte: CB.

9 comentários:

Anônimo disse...

O PT começou a desmoronar mesmo.
Não se sustenta mais. Lula perdeu o Norte. Esqueceu completamente os rumos do partido. Não tem mais ética nenhuma. É um "seja o que Deus quiser", "vale tudo", qualquer meio para atingir os fins.
Os mais éticos estão começando a pular fora desse barco furado.
O PT está relamente "fazendo água".
Quem viver verá.

J. Hildeberto J. de Aquino disse...

AO PARTIDO DOS TRABALHADORES - Esse, com certeza, não é o PT dos nossos ideais. Enquanto no poder tem se mostrado distanciado dos seus propósitos éticos e humanitários originais, fundamentos maiores que defendeu durante toda a sua existência. Age com extrema frieza quando lida com o caso dos aposentados relegando-os a último plano ao relutar contra as suas legítimas postulações e recomendar sistemáticos adiamentos em detrimento dos idosos. São manobras espúrias, mesmo quando os projetos reparadores são concebidos por Senador do PT – Paulo Paim. É de uma crueldade imensurável! Vai de encontro a tudo o que prometeu em palanque o Presidente Lula. Como se não bastasse, ao votar pelo arquivamento das acusações contra Sarney e do Artur Virgílio na Comissão de “Ética” do Senado, demonstra, incontestavelmente, a absoluta insensatez e inabilidade política e que não passa de um partido qualquer, medíocre, pior que os demais, onde propaga uma postura ética, mas que fomenta e se rende a jogos politiqueiros. A repercussão de ambos os procedimentos se farão sentir, fortemente, já nas próximas eleições. Esperemos!

Anônimo disse...

O PT certamente não terá mais o meu voto. Não reconheço este partido que ate assumir o poder, pregava, lutava e tinha como missao em sua cartilha ideologica a governança com etica, pelos menos favorecidos, etc...
Mercadante, não terá mais meu voto, e assim, Suplicy, E.Cardoso e logico Lula, etc
Fernanda Maria

Basílio disse...

Desde a primeira eleição do Lula para presidente da república deixei de votar em quem quer que seja.
O PT adotou, já no início do mandato do presidente Lula, os mesmos procedimentos que sempre condenou. Engavetar processo, dificultar a criação de CPI's, impedir as investigações, enriquecimento suspeitos, etc..
É lastimável ver o PT de tapinhas nas costas, abraços efusivos e beijos na boca dos inimigos do povo.
O pessoal que, agora, pula fora, não convence ninguém. Adotaram os mesmos procedimentos do partido até então. São todos coniventes. Não vai ser por isso que receberão o diploma de santos.

Anônimo disse...

Nos bares do Rio de Janeiro é voz corrente que o PT é o Partido do Talharim, aquele que só era duro até entrar na panela...

Anônimo disse...

QUANDO O PT ESTAVA NA OPOSIÇÃO, DIZIA-SE: "O PT FOI UMA INVENÇÃO DO GOLBERY, É A OPOSIÇÃO QUE O PFL ADORA! E AÍ, A COMPANHEIRADA PULAVA NAS TAMANCAS DIZENDO: É MEDO! ELES SABEM, QUE NA HORA QUE O PT CHEGAR A PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, AS COISAS VÃO MUDAR, O "FMI" DEVOLVERÁ TUDO QUE RECEBEU INDEVIDAMENTE, DESSA DÍVIDA IMPAGÁVEL. NO PROGRAMA "SILVIO SANTOS" DECLAROU A UMA SENHORA IDOSA, AO SER INDAGADO, QUE DARIA UM TRATAMENTO JUSTO AOS APOSENTADOS. BRIZOLA AINDA DEIXOU GRAVADA UMA MENSAGEM: "LULA NÓS AJUDAMOS A TE ELEGER, PARA MUDAR O PAÍS, MAS TU MUDASTE DE LADO!

Quaresma disse...

E o xeque-mate no povo será a volta da maldita CPMF, que dizem agora ser mesmo para a Saúde. Faça-me o favor!!!Não já bastasse mais de 35 ministérios e mais de 35 impostos que passam feito rolo compressor sobre a cabeça da população. Lula não sossegará enquanto não ressuscitar este imposto. Eu nunca votei em PT e, jurei que, enquanto tiver vida, não voarei mais em ninguém, muito menos no PT. Mas se vier o Serra, retirou meu juramento.

João Guilherme disse...

Dois partidos que irão com certeza minguar na próxima eleição, sem dúvida alguma será o PT e PMDB, não só pela decepção do povo brasileiro, pelas aberrações cometidas por ambos no Congresso Nacional, mas também, pelos seus eleitores que estão totalmente envergonhados com as suas atitudes.
O que aconteceu no conselho de ética, com o arquivamento das denúncias contra o presidente do Senado, José Sarney, e o líder do PSDB, Arthur Virgílio, sem analisar as denúncias foi um "DESMORALIZAÇÃO PARA DEMOCRACIA BRASILEIRA".
Onde está a arrogância do senador Arthur Virgílio, que ia constantemente para a tribuna apontar o dedo para o presidente do Senado e o PSDB em geral, por que de repente ficou mudo? Sabe por que? Porque todos, estão mergulhados no mar de lama que se tornou o Senado.
Quanto mais eu vejo a justiça do homem, mais eu creio na palavra de Deus, que nos diz em Eclesiastes 7:20“ Pois não há homem justo sobre a terra, que faça o bem, e nunca peque”.

Razumikhin disse...

O PT não está desmoronando, apenas os bons - os honestos - estão saindo. Ficam os ladrões.