A internet como palanque eletrônico ― antecipando datas

Para quem pensa que a internet não é potencialmente influente na formação de opinião (ver nota sobre formadores de opinião no post anterior), segue ao largo das deficiências de compreensão de comunicação o poder desse fenômeno ultra moderno.

A campanha para qualquer cargo público mediante votação direta no Brasil, toma outros rumos, fora do controle de seus atores.

A sucessão de Lula já começou na internet. Goste o TSE ou não. Aliás, a corte criada para resolver problemas maiores sobre as regras eleitorais, demonstra na prática, incapacidade de antecipação, incompetência de avaliação de novas mídias e, está, mais perdida que cego em tiroteio no mar da internet quando o assunto é divulgação de candidatos na internet.

O mais recente sucesso na rede é o blog da chefa da Casa Civil Dilma Roussef e o Blog da Dilma. sucesso absoluto de acompanhamento do dia a dia da provável candidata a sucessão presidencial.

Repaginada e bombando no teste de popularidade sem a presença de Lula. A "dama de ferro", muito mais simpática após uma cirurgia plástica plenamente assumida, sente-se capaz (ficou muito mais gatona que antes, reconheça-se) de conduzir o país após 2010.

Já começaram a aparecer na web conteúdos de campanha dos possíveis candidatos à Presidência em 2010. Partidários e apoiadores dos políticos têm disponibilizado clipes publicitários, blogs e comunidades.

Entre os meios utilizados está o Orkut, onde foram criadas comunidades para candidatos como o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB). Neves possui 52 espaços de apoio à sua candidatura, quase empatado com a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), que possui 51.

Em seguida, aparecem o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), com 32, e o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), com 22. Também foram criadas 74 comunidades que torcem pelo terceiro mandato do presidente Lula.

Os militantes também criaram canais no YouTube e blogs como forma de manifestar suas preferências. Com dois canais próprios ("Dilma2010 e "AgoraeDilma13") e pelo menos seis vídeos no YouTube, Dilma também ganhou os blogs de apoio "Blog da Dilma 13, "Dilma Presidente, "Os Amigos da Presidente Dilma" e "Dilma é a cara".

Com menos repercussão, José Serra, Aécio Neves e Ciro Gomes também têm seu apoio por meio dos blogs joseserrapresidente45.blogspot.com, euqueroserra.blogspot.com., ciropresidente.blogspot.com e aeciopresidente.blogspot.com.

Entretanto, a legislação atual proíbe qualquer tipo de propagande eleitoral antes do dia 6 de julho do ano eleitoral. Segundo informações da Folha Online, as assessorias dos políticos disseram que não comentariam sobre os conteúdos por se tratarem de "campanha não-oficial".

O fato gerado com a presença de Dilma no meio da multidão do underground carnaval pernambucano é uma estratégia muito bem estudada.

Já começa "pipocar" na grande imprensa, que Dilma, após a acolhida prá lá de favorável do povo nordestino daquele estado, um alto astral de recompensa pessoal.

Com novo rosto, sentindo-se efetivamente mais jovem e simpática, alto estima lá em cima, Dilma Roussef já pensa em falar em público sem o powerpoint.

Nota do Blog: O fundo vermelho com letras azuis que predominam no Blog da Dilma é um erro imperdoável.

Por exemplo, sou quase um deficiente visual e essas cores são inimigas para quem possue deficiência visual.

Tem que mudar!

Um comentário:

Anônimo disse...

Avaliar um candidato pelo aparência(produzida por um cirurgião) e pelo sorriso(que nunca lhe foi característico) é um sinal perigoso. Se a análise de um candidato dá-se por esses critérios, realmente, estamos abaixo da crítica. O passado é uma etapa que não pode ser queimada de um candidato, portanto, todo cuidado é pouco. Maturidade é essencial, a futilidade e oportunismo é que tem nos levado para o atraso. Que Deus ilumine o brasileiro, desta vez.