Lavanderia

É fácil fazer política se a palavra ideologia está acima da coerência.

O quê se leva por assinar ou não assinar a proposição de apoio à abertura de investigação de repasses federais ao MST?

Direita ou esquerda, não importa; uma vez que os parlamentares da base aliada do governo federal não tratam essa questão no âmbito da política ideológica e sim num grande balcão de negócios com o seu, o meu, o nosso dinheiro.

Patrocinar um bando desordeiro sem registro em Junta Comercial é crime.

Qual a diferença de um grupo de traficantes de drogas e o MST?

Recebe dinheiro público, como será provado ao passo das investigações - e não é sequer processado por isso. E qual é tipificação desses crimes?

Lavagem de dinheiro é ou não é crime?

As outras coisas que virão a lume aos olhos dos que quiserem ver e será demonstrado ao longo da CPMI colocará a verdade no seu lugar.

Dá para fazer um divisor de águas entre ideologia e balcão de negócios. A lista dos que assinaram a favor da instalação da investigação congressual farão a diferença nas próximas eleições.

Um comentário:

Anônimo disse...

O MST é uma extensão do PT, portnto, enquanto Lula&PT estiverem no governo será essa palhaçada com dinheiro público e contra a sociedade. Se houver necessidade de reforma agrária que seja feita de forma ordeira e respeitando a lei(que Lula também conhece muito pouco) e a ordem. Se for para bagunçar, aliás, bem do jeito que Lula gosta, vamos em 2010votar no Fernandinho Beiramar e mandar a Dilma resolver o problema do Iraque, o curriculum dela é perfeito.